NEGRO ROM

NEGRO ROM
INICIATIVA QUE RECONHECE A DIFERENÇA

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Banquete dos Mendigos


(A. C. Andano)

Oh, antíteses! Que trazeis hoje?

Um banquete de mendigos?

Um molusco bonachão?

Um cidadão solidário?

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!

Traga-me tudo! Estou faminto...

Não há nada melhor que retornar sabendo que é definitivo...
Então, sem temor, relacionemos os três objetos acima. Sim, eles têm muito em comum!

O Banquete dos Mendigos...
Sempre pensei que fosse mentira da oposição, mas há mendigos que fazem sopa de jornal com pedras... Que bizarro! Nunca vi um mendigo saboreando uma dessas, mas um colega me garantiu que é verdade!
Enquanto isso o que temos “dando sopa”? Nosso Molusco Bonachão, claro!! Ele não só fala, como dirige um país! É um primor, e especialmente competente com as palavras! Recentemente defendeu de forma ímpar seu povo contra uma grande entidade desportiva, ele gritou em plenos pulmões (sic, o meu molusco tem pulmão): “Acham que somos um bando de idiotas”.
Não, não acham... Eles têm certeza... E talvez, trocando pelo silêncio, até queiram dividir os lucros do superfaturamento com as obras emergenciais para 2014. Ah, obras que serão pagas pelo ilustre cidadão solidário! Obrigado, cidadão!

Poucos conhecem, mas Banquete dos Mendigos, também foi nome dado a um projeto dirigido por Jards Macalé (o Jards de novo, mas ele merece toda a atenção). O banquete tratava-se de um show comemorando os 25 anos da Declaração dos Direitos Humanos... em plena ditadura militar! Cantores renomados, como Paulinho da Viola e Milton Nascimento, participaram do evento que intercalava músicas e leitura de artigos da declaração.
Naquela época, somente militares podiam ser presidente. Não era permitido imaginar um molusco no poder, quem dirá bonachão! E o cidadão não só era solidário, como subjugado.

Jards foi preso diversas vezes, porque, afinal de contas, lugar de banquete não é no estômago de mendigos.

E então, antíteses? Seria o mundo de hoje melhor que o de ontem?

Hoje podemos escolher o tipo de animal que queremos para presidente. Difícil é distinguir qual deles é humano.

Hoje o cidadão solidário tenta o Habeas Corpus de um total desconhecido. Difícil é usar essa motivação pra algo que preste.

Hoje podemos escolher entre um Banquete dos Mendigos, e uma sopa de jornal com pedras... difícil é não perder o apetite antes...

* A imagem acima é a capa do vinil "Banquete dos Mendigos, (1973)", encontra-se originalmente no endereço da web: http://300discos.files.wordpress.com/2009/08/cc26-jards-macale-o-banquete-dos-mendigos.jpg?w=295&h=300

2 comentários:

Bela disse...

Não consigo entender porque elegeram ester ser para presidente!! Mas tudo bem! Saber que eu não votei nele me acalenta. Mas essa de proibir castigos e correções em crianças foi demais...

O Brasil do jeito que tá, e "tapinhas pedagógicos" (Severo) são ilegais e considerados crueldade (ninguém merece!) e tudo isso orquestrado pela criatura no poder. aff!!!! Se eu ja tinha um bom motivo pra não ter filhos, agora tenho 2.

Lady Gaga disse...

DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Simples assim.
O Brasil está assim do jeito que está por que estupramos nossos indios, por que chicoteamos nossos escravos a fim de castigá los pelos nossos erros, por que exigimos boa aparencia para ocupar certos cargos, será q existe racismo no Brasil? Uhnnnn, será que uma mãe deu um soco no olho de uma menina adotada por que ela é travessa? Unhmmm...não sei.
Foda- se a Copa e as Olimpiadas no Brasil. Nao vou poder pagar mesmo pelo ingresso por que estou pagando o imposto pelo evento maravilhoso no país, não é mesmo?
Cansei. Bye vou para uma turnê na Europa.